Feliz Dia dos Pais

 

 PAPAI SABE-TUDO

 Hoje em dia, acreditar em “Papai Sabe-Tudo” é o mesmo que acreditar em Papai Noel.

 Os pais estão modernos, mais perto dos filhos, preocupados com seus conflitos, drogas, futuro, dialogando abertamente sobre qualquer assunto e escutando mais amorosamente. O pai atual não esconde que é homem, com carências, deficiências, emoções e principalmente imperfeições.

 A ’função’ de pai é eterna, mas ela vai diminuindo conforme os filhos crescem e necessitam cada vez menos dele. Aumenta a camaradagem e a amizade passa a ser o mote da relação.

 É natural que ambos resistam a deixar essa mútua dependência. Se, por um lado, para o pai é difícil admitir que o filho cresceu e não precisa mais de sua ajuda; por outro, o filho tem medo de se  assumir como “gente grande”.

 Existem vários tipos de pais:

- os liberais, que sentam e escutam rock com os filhos, falam sobre sexo com a maior naturalidade, fumam ‘um’ juntos, usam brinco e rabo de cavalo, ‘galinham’ com eles, ensinam as filhas a tomar pílula e andar com camisinha na bolsa;

 - os machistas que acham a modernidade um absurdo. Usar brinco só para meninas e bichas, sexo só para o filho e para a filha só debaixo do caixão dele, diálogo com os filhos é quando ele manda e os filhos obedecem;

 - os prestativos fazem tudo pelos filhos sem limites. Trocam as fraldas até quando eles não precisam mais, esquecem suas próprias vidas para viver a deles, todas as aprontações são engraçadas e são vistas como sendo da idade, por mais idade que tenham;

 - os modernos cuidam dos filhos como se fossem mães, e em alguns casos até são. Alimentam, embalam, cuidam da higiene, passeiam no parque empurrando carrinho, contam historinhas, colocam agasalhos, brincam de esconde-esconde, vão a todas as reuniões da escolinha e são os que mais se divertem em festinhas de criança;

 - os bonitões deixam suas filhas orgulhosas perante as amiguinhas. Alimentam seus ‘Complexos de Electra’, dão presente no Dia dos Namorados, apelidam-nas de ‘princesinhas’ e lhes prometem casamento;

 - os loucos que se fantasiam de palhaço e fazem muitas brincadeiras com seus filhos e amiguinhos, sem limites;

 - os idosos, que como avós deixam seus filhos fazer de tudo; ao invés de educar, os deseducam. Ou ‘paparicam’ ao máximo ou se distanciam porque não tem paciência, não gostam de barulho, choradeira; xixi e cocô, nem pensar.

 E, finalmente os “Papais Sabe-Tudo” estão em extinção. Os filhos estão mais inteligentes e espertos, colocam seus pais contra a parede com fatos, entendem mais de computador que eles, estão mais perto do conhecimento e da ciência, contra argumentam de igual para igual, não acreditam em suas verdades absolutas, conhecem suas principais fraquezas, querem respostas mais profundas do que o velho e antigo “porque sim” ou “porque não”; buscando coerência e conteúdo nas proibições.

 Seja de que tipo é o seu pai, aprenda que “pai é pai” e acredito que sendo do jeito que ele é, ele te ama como você é (mesmo que às vezes ele se mostre contrariado), sabendo ou não expressar esse sentimento.

 E você, saiba dar ao seu pai a sensação de que ele é mesmo o “PAPAI SABE-TUDO”, mesmo que seja só no próximo domingo.

 FELIZ DIAS DOS PAIS!

 EUSTÁQUIO ANDREOTTI

Post to Twitter

  • Share/Bookmark
Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook

No comments yet... Be the first to leave a reply!